Entenda a importância das mangueiras de incêndio

Por | | 0 Comentário

A mangueira é item fundamental em qualquer projeto de prevenção e combate a incêndios. Atualmente, ela segue rigorosos padrões de segurança, que foram evoluindo ao longo dos anos. A importância das mangueiras de incêndio vai muito além do que se imagina e, por isso, é imprescindível saber escolher a melhor.

A origem da mangueira de incêndio está diretamente relacionada à necessidade de suprir a escassez de meios eficientes para se transportar água até o local atingido pelas chamas. Nas operações de combate a incêndio, seu uso é fundamental e quase que obrigatório.

 

Evolução das mangueiras de incêndio e sua importância

As primeiras mangueiras de incêndio eram feitas, basicamente, de couro costurado com grampos de metal. Essas características transformavam o trabalho dos bombeiros em algo difícil, já que boa parte da água vazava pelo caminho.

Com o passar dos anos e evolução desse produto, além da necessidade de salvar o máximo de vidas, foram desenvolvidas mangueiras mais seguras e eficientes. Elas foram trabalhadas, testadas e aprimoradas para obtermos os produtos que temos atualmente.

A mangueira atual é fabricada com um duto flexível, dotado de uniões e destinada a conduzir água sobre pressão. Internamente, esse duto é revestido com um tubo de borracha vulcanizada, impermeabilizando a mangueira e evitando que a água escorra do seu interior.

A capa desse duto flexível é composta por uma lona, produzida a partir de fibras sintéticas. Assim, a mangueira suporta altas pressões de trabalho e resiste à abrasão.

 

Como funcionam as mangueiras de incêndio

As mangueiras contam com conexões de engate rápido. Fixadas em suas extremidades, elas unem lances entre si ou permitem que a mangueira seja ligada a outros equipamentos.

Ao contrário do que se pensa, não existe apenas um tipo de mangueira de incêndio. São diversos os modelos, classificados por tipos e situações/locais em que devem ser utilizados.

– Mangueira tipo 1: essa mangueira é construída com um reforço têxtil e é destinada aos edifícios de ocupação residencial.

– Mangueira tipo 2: também construída com um reforço têxtil, ela é produzida para ser utilizada em edifícios comerciais, industriais e pelo próprio Corpo de Bombeiros.

– Mangueira tipo 3: feita a partir de dois reforços têxteis sobrepostos, ela se destina às áreas naval, industrial e também ao Corpo de Bombeiros.

– Mangueiras tipo 4 e 5: destinadas à área industrial, possui alta resistência à abrasão e a superfícies quentes.

 

Conservar adequadamente a mangueira de incêndio, bem como seguir as recomendações do fabricante são ações importantes quando o assunto é segurança contra incêndios.

Se você precisar de mangueiras, extintores, sprinklers, conexões e qualquer outro itens de prevenção, detecção ou combate a incêndio, fale com a Protector Fire. Somos especialistas no assunto há décadas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *