Sprinklers – como funcionam e são acionados

Por | | 0 Comentário

 

Sprinklers são pequenos chuveiros automáticos que ficam fixos ao nível do teto ou até mesmo nas paredes dos edifícios e servem para o combate ao incêndio em edificações. Eles são alimentados por uma reserva de água e um sistema de pressurização. Por mais que não costumem ser instalados sozinhos, mas sim consistindo em uma rede de sprinklers fixos de combate ao incêndio, eles funcionam de forma independente.

Os sprinklers atualmente são uma das melhores opções para combater incêndios em edificações. Entretanto, é importante ressaltar que estes têm a função somente de combate primário, ou seja, na fase inicial do incêndio, antes que o fogo se espalhe, tentando extingui-lo ou controlá-lo até a chegada do Corpo de Bombeiros.

São constituídos por um elemento termo-sensível projetado para ser acionado ao atingir uma temperatura pré-determinada, variando de 57º C a 343º C, já considerando uma margem mínima de acionamento – 20º C acima – por medida de segurança.

Ao atingirem sua temperatura de operação, a solda do elemento termo-sensível é derretida, permitindo que os sprinklers comecem a funcionar. A partir desse momento a água é descarregada automaticamente em forma de aspersão (em formato de guarda-chuva) sobre uma determinada área, com vazão e pressão especificadas.

É importante deixar claro que os sprinklers não têm como dar um falso alarme. Eles apenas entram em ação quando o ar em torno do seu sistema atinge a temperatura pré-determinada. Eles jamais funcionam por meio de fumaça, poeira ou sprays de aerosol.

Para um correto funcionamento de um sistema de sprinklers é necessário o auxílio de um profissional especializado que irá determinar a pressão da água, a área, altura e a temperatura adequada para um combate efetivo de incêndios primários. É essencial que os sprinklers estejam em conformidade com as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) específicas para o produto e que tenham sido aprovados nos testes realizados pelo Instituto de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *