Como funciona o acionamento do Sprinkler?

Por | | 0 Comentário

O Sprinkler é um dispositivo que possui um elemento sensível. Ficam fixos no teto ou nas paredes dos edifícios. Seu acionamento acontece automaticamente quando o ambiente se encontra sujeito à determinada temperatura, que geralmente varia entre 57ºC e 343ºC, considerando também uma margem mínima de acionamento para a segurança (20ºC).

O Sprinkler é, comprovadamente, um equipamento eficaz no combate a incêndios. Ajuda a reduzir as vítimas e os prejuízos materiais. O fato de atuarem em locais de difícil acesso auxiliam bastante no combate inicial e, às vezes, acabam com os focos de incêndio sem a necessidade de complementação da ação humana.

Ao ser acionado, o Sprinkler lança água a uma vazão e pressão específicas para controlar o incêndio que se inicia.

Vamos conhecer cada parte de um Sprinkler?

 

1 – Corpo

 É a parte que possui uma rosca onde a tubulação é fixada. Serve também como uma espécie de suporte para os outros componentes.

 

2 – Defletor

 É o elemento que quebra o jato sólido e distribui a água.

 

3 – Obturador

É quem veda o orifício de descarga. É, também, a base par o elemento termo sensível tipo bulbo de vidro.

 

4 – Elemento termo-sensível

É quem libera o obturador quando a temperatura é elevada. Com isso, a água é lançada contra o foco do incêndio, em forma circular, cobrindo uma área de cerca de 16 m².

 

 

Manutenção dos Sprinklers

A manutenção do Sprinkler é algo que precisa ser realizado com regularidade para que não haja falhas no momento de um incêndio.

Neste processo é preciso observar se existem sinais de corrosão, depósito e sinais de danos. Sugere-se realizar o processo de manutenção completa do sistema a cada cinco anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *